sábado, 10 de julho de 2010

Répteis: As Osgas

Agora que o Verão parece ter chegado para ficar está na altura de nos mantermos alerta e passarmos a dar mais atenção aos pequenos animais que começam a aparecer para nos visitar! Osgas, cobras, lagartos, lagartixas...estes pequenos répteis aí estão e vieram para viver o verão! Não sei já foram brindados com a visita de algum destes pequenos animais, que em alguns geram o pânico, em outros aversão e em outros compaixão...
A mim... bem...depende...
Chega de divagação! Vamos falar de Osgas, pequenos répteis que se alimentam de insectos e de néctar de flores...
Dependendo das espécies, o tamanho pode variar entre os 1,8 centímetros da osga-anã, da República Dominicana e os 30 centímetros da osga-gigante-da-Nova-Caledónia. Apesar das várias espécies de osgas que existem, no nosso país vivem apenas três espécies: a osga-turca, a osga-moura e a osga-das-selvagens. As duas primeiras são comuns, existindo, também, noutros países. A última só existe nas ilhas Selvagens e no arquipélago da Madeira pois trata-se de uma espécie endémica desta zona. Já em Madagáscar vivem osgas de hábitos diurnos, tais como a PHELSUMA. De cor verde brilhante e com manchas azuladas, esta osga está bem camuflada entre a vegetação.
Tendo em conta que são seres vivos de "sangue frio", as osgas não controlam a temperatura do corpo, ao contrário dos mamíferos, o que faz com que apenas existam em zonas do nosso planeta onde as temperaturas não são muito baixas. Para se aquecerem, estes pequenos répteis colocam-se ao sol, perto das tocas onde se escondem. Quando as temperaturas descem, mais propriamente no Inverno, as osgas conseguem hibernar.
As osgas são animais que preferem “viver” durante a noite, saindo dos seus refúgios apenas ao final do dia, altura em que as pudemos encontrar em paredes e junto dos candeeiros, à espera dos insectos atraídos pela luz. Esta sua aderência às paredes deve-se às características das suas patas: forradas de pequenas escamas com a forma de pêlos, muito fininhas, as setae.

Fonte:
- Conhecimento Geral;
- http://aeiou.visao.pt/osgas-as-atletas-radicais=f564663

Sem comentários:

Enviar um comentário